sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Eucaristia: Significados e Conseqüências

Ação de Graças




A palavra Eucaristia vem da língua grega e significa: agradecimento, ação de graças, reconhecimento. É a resposta que brota espontânea do ser humano diante das manifestações de Deus na criação e na história humana.

Quando ganhamos um presente, é natural expressarmos nossa gratidão a quem nos presenteia. Para isso usamos a criatividade; um “obrigado”, um “Deus lhe pague”, um abraço, um sorriso, um telefonema, uma lembrançinha, etc.

Viver em ação implica ao Pai, por Cristo, as coisas criadas e a própria pessoa. É o Jesus realiza de modo ritual na Última Ceia, e de modo real na cruz: entrega ao Pai sua vida em sacrifício infinito pela salvação de toda humanidade.

Para nós, o que significa tomar parte no banquete eucarístico ? Significa render graças a Deus por tudo e com tudo.

Por tudo: a vida, a religião, nossa família, a fé em Deus, o ar que respiramos, o sol, a chuva, os alimentos que nos sustentam, as flores, os animais, etc.Na celebração eucarística, o pão e o vinho, frutos da terra e do trabalho de humano, simbolizam, todos os bens da criação.

Com tudo: o que somos e temo, isto é, nossas habilidades pessoais, dons, saúde, disposição, etc. Deus não precisa de coisas materiais. Ele espera a oferta do nosso ser.

Jesus entregou ao Pai o que possuía de mais precioso, a sua própria vida. Também nós devemos fazer oferta de nossa vida ao Pai, por Cristo, com Cristo, em Cristo.

Memorial (fazer memória)

Ao celebrar a Última Ceia com seus discípulos, Jesus tomou o pão e o vinho, rendeu graças e disse que aqueles eram seu corpo e seu sangue, oferecidos em favor do povo. Em seguida acrescentou: “Façam isso em Memória de Mim”

Fazer memória da Páscoa de Cristo significa Tornar Presente o ato salvador de Cristo. Revivemos na fé o acontecimento de sua paixão, morte e ressurreição, atualizando-o e tornando-nos participantes dele.

Ao celebrar a Eucaristia, não comemoramos algo perdido no passado, ou um fato que ficou apenas na lembrança, mas, proclamamos, aqui e agora, a salvação de Deus aplicada à história presente e futura: “ Todas que se com desse pão e bebeis deste cálice, anunciais a morte do Senhor até que ele venha” (1Corintios 11,26)

Por tanto, par nós, assim como para os judeus, o memorial têm três direções: olha para o passado, mas projetando-o para o futuro, com a espera do fim dos tempos, e sentindo que o acontecimento histórico (passado) e o futuro se concentraram no hoje da celebração.

Aplicando, mais uma vez, esse conceito à Eucaristia, temos o seguinte: a Eucaristia é um fato passado (morte e ressurreição de Jesus), que se torna presente par nós , aqui e agora (celebração eucarística) e nos projeta para o futuro (o Reino de Deus não está concluído, mas vai se construindo até que todos cheguem à plena comunhão com Deus e com irmãos).

Eucaristia é sacrifício


Na Última Ceia, Jesus tomou o pão, redeu graças e o deu a seus discípulos como seu corpo oferecido em sacrifício, pra que dele comesse .E pegando uma taça de vinho disse-lhes: “Bebei dele todos, pois Istoé o meu sangue, o sangue da Aliança, que será derramado por muitos pra remissão dos” pecados “(Mateus 26.28)”.

Esses gestos tinham clara intenção de substituir o cordeiro da páscoa dos judeus.

O sacrifício de Jesus não é algo que se reduz aos seus últimos momentos de vida terrena, ou seja, sua paixão e morte.Toda a sua vida foi imolação constante. Jesus não buscou seus próprios interesses, mas procurou sempre fazer a vontade do Pai.

Sua vida foi uma continua doação em favor do povo, principalmente das pessoas necessitadas.Sua vida total culmina com a morte na cruz.Sua paixão e morte são o coroamento de toda a sua vida doada: “Tendo amado os seus que estavam no mundo, amou-os até o fim” (João 13.1)

Eucaristia é assembléia

É no seio da Igreja que o sacrifício de Cristo se torna presente, Igreja e palavra de origem grega, que significa assembléia, comunidade do povo, convocada e reunida por Deus.

Desde o inicio da Igreja os escritos do Novo Testamento falam da Eucaristia como reunião da comunidade (assembléia)

A assembléia cristã, portanto, é uma comunidade que celebra e no meio da qual desde o primeiro momento está presente Cristo, o Senhor.

Quem faz parte da assembléia ? Todos os fieis que se reúnem para celebrar em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, o povo e os ministros, incluindo-se o ministro ordenado a quem cabe presidir a Eucaristia.



Eucaristia é refeição

A missa é uma refeição, um banquete, uma festa. Quem faz o convite é Deus Pai.A convocação é dirigida a nós, filhos e filhas, com a finalidade de nos alimentar com sua palavra e com o corpo e sangue do seu Filho Jesus.

O banquete eucarístico supõe, portanto, a presença de convidados (assembléia) e alimento (pão e vinho, corpo e sangue do Senhor).Sendo o banquete eucarístico uma festa, há também a necessidade da participação externa e da participação interna da assembléia.

Constituem elementos da participação externa os movimentos, as palavras, as aclamações, os cantos, as orações, o toque, os sinais, o abraço da paz, etc. Ao passo que a participação é a predisposição de cada membro da assembléia, sua vontade de estar ali com os irmãos, consciente do que vai celebrar. A participação interna começa antes que a pessoa entre na igreja para a celebração.

Eucaristia é comunhão


Comunhão que dizer comunicação.Mas significa intimidade Quando vamos receber a comunhão (Eucaristia) estabelecemos uma comunhão com Jesus e com os irmãos e irmãs. Portanto, receber a comunhão não é simplesmente receber e ingerir um pedaço de pão consagrado (corpo de Cristo). Esse gesto significa que o fiel está em comunhão com o corpo de Cristo.Ora, o corpo de Cristo é a Igreja.Em outras palavras, somos nós. Portanto, comungar o corpo de Cristo é estar em harmonia e paz, não só com Jesus, mas também com todos os filhos e filhas de Deus. Quem tem ódio contra alguém deverá reconciliar-se antes de comungar. Ódio e comunhão não combinam.

Eucaristia é compromisso social

A celebração eucarística não é um ato fechado em si mesmo. Ela é aberta para fora, para a realidade do mundo que nos cerca. Por isso a missa se expande, se prolonga pr além da própria missa. A missa não pode estar fora da realidade que envolve o povo. Alias, cada pessoas, ao participar da missa, leva consigo sua realidade (sua situação familiar e pessoal , a situação do povo, suas dificuldades, alegrias e angustias...).

Levamos a realidade para a celebração, e levamos a força da celebração para a realidade. Deste modo, fazemos a união da fé com a vida.

Portanto, enquanto houver irmãos passando fome, nós cristãos não podemos cruzar os braços, não podemos celebrar e ficar acomodados. Justamente porque a celebração nos empurra para a ação. Ação transformadora na sociedade. Nesse sentido dizemos que a celebração é um compromisso social.

Eucaristia é gratuidade

Gratuidade vem da palavra latina grátis, de graça. A Eucaristia pede que sejamos gratuitos, generosos, acolhedores, sem preconceito.Essa gratuidade se manifesta na celebração e alem da celebração. Por isso, quando vamos participar da Eucaristia , não convém ficarmos controlando o relógio, achando que tudo está pesado, cansativo, sem interesse. Se isto for verdade, alguma coisa esta errada e é necessário corrigir.

E verdade que por vezes nossas celebrações ainda são feitas com muito palavreado. Vamos dar espaço para a Palavra de Deus e diminuir nossas palavras ! Vamos dar preferência por externar nossa fé através do canto e dos gestos simbólicos e manter as palavras indispensáveis pra bem celebrarmos. E uma saída para se evitar que a celebração seja enjoativa.

Ser gratuito, durante a celebração, é deixar-se embalar pelo Espírito Santo, o litúrgico (celebrante) por excelência. E seguir as inspirações que nos vêm da Palavra, dos símbolos, dos gestos simbólicos. Ser gratuito na celebração é fazer bom proveito de algum fato novo, que não estava previsto no roteiro, mas nos ajuda a celebrar melhor.

Conclusão

A partir dessas breves noções a respeito da Eucaristia, cada um de nós é convidado a ser Eucaristia viva nas estradas do mundo. Que quer dizer Eucaristia viva ? é a pessoa que tem um coração aberto, generoso, compassivo, cheio de bondade e misericordioso, igual ao Jesus. É a pessoa que se preocupa com os irmãos e irmãs principalmente as mais necessitadas de socorro material e espiritual.

Ser Eucaristia viva é ser o próprio Jesus presente e dinâmico, hoje, no meio da humanidade.

2 comentários:

  1. Quando celebramos a Eucaristia, nos preparamos para a continuidade da missão do próprio Cristo, o anúncio do reino.

    ResponderExcluir